As faces literárias de um goiano de coração

As faces literárias de um goiano de coração

A trajetória cultural de Emídio Brasileiro

12/11/2015 ÀS 20:17 PM
 

 
 
 
Em sua contribuição ensaística ao clássico A personagem de ficção, que tem dentre os seus colaboradores nomes exponenciais da crítica literária brasileira, como Antonio Candido, o professor e crítico Anatol Rosenfeld escreveu no estudo intitulado Literatura e personagem: “Geralmente, quando nos referimos à literatura, pensamos no que tradicionalmente se costuma chamar ‘belas letras’ ou ‘beletrística’. Trata-se, evidentemente, só de uma parcela da literatura. Na acepção lata, literatura é tudo o que aparece fixado por meio de letras – obras científicas, reportagens, notícias, textos de propaganda, livros didáticos, receitas de cozinha etc. Dentro deste vasto campo das letras, as belas letras representam um setor restrito.” O texto de Rosenfeld foi publicado originalmente em 1968, mas se revela de grande atualidade, já que o problema mencionado é multissecular.
 
Para ler este artigo original clique neste link
Bookmark and Share