Patrono

 

Marconi Ferreira Perillo Júnior nasceu no dia 7 de março de 1963, em Goiânia. Viveu a infância no município de Palmeiras de Goiás, terra dos pais, Marconi

Ferreira Perillo e Maria Pires Perillo. Na pequena cidade do interior do Estado, o governador de Goiás – hoje em seu terceiro mandato – teve uma infância modesta e cursou as duas fases do ensino fundamental em escola pública. A fim de obter melhores oportunidades (como boa parte dos jovens da época), Marconi deixou Palmeiras para cursar o ensino médio na capital, Goiânia, onde iniciou seus primeiros contatos com a política, por meio da militância estudantil.

No início da década de 1980, Marconi Perillo foi por duas vezes presidente do PMDB-Jovem de Goiás e presidente nacional da Juventude do PMDB. Atuou também como assessor especial do então governador do Estado, Henrique Santillo, que ajudou a eleger em 1986. Em 1990, mesmo enfrentando uma grave cisão no PMDB, foi eleito deputado estadual. Durante seu primeiro mandato, foi uma das vozes mais firmes e duras da oposição. Destacou-se na atuação parlamentar, chegando a coordenar a Frente Parlamentarista Ulysses Guimarães em Goiás.

Em 1994, devido à sua atuação marcante na Assembleia Legislativa, foi eleito deputado federal pelo extinto Partido Popular, agremiação da qual chegou à Presidência do Diretório Regional. Em 1995, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), ocasião em que foi vice-líder. Na Câmara dos Deputados, foi vice-presidente da Comissão Regulamentadora do Sistema Financeiro Nacional, membro da Comissão de Constituição e Justiça e membro da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática.

Em 1998, Marconi Perillo se lançou no maior desafio de sua vida pública até então. Deixou uma reeleição relativamente tranquila à Câmara dos Deputados para enfrentar o pleito ao Governo de Goiás. Na primeira pesquisa relativa à disputa no Estado, do Instituto Vox Populi, seu nome aparecia com apenas 6% das intenções de voto, contra 74% do favorito. Pois Marconi arregaçou as mangas e transformou a pregação de um tempo novo para Goiás na esperança de quase um milhão de goianos – 946.588 eleitores, para ser exato –, garantindo-lhe a maioria dos votos no primeiro turno de uma eleição emocionante. Vitória confirmada no segundo turno que colocou no Palácio das Esmeraldas, aos 35 anos, o governador mais jovem já eleito no País.

Com um governo moderno, dinâmico e voltado para as questões sociais, Marconi Perillo firmou-se no cenário político local e nacional e foi reeleito em 2002, obtendo 51,2% dos votos válidos. Em outubro de 2006, foi eleito senador da República pelo PSDB, com 2.035.564, representando 75,82%, votação histórica no Estado de Goiás. No Senado, Marconi presidiu a Comissão de Serviços de Infraestrutura, foi primeiro vice-líder do PSDB, atuou em diversas e importantes comissões e chegou à Vice-Presidência da Casa.

Em 2010, Marconi Perillo lançou-se novamente à disputa pelo Governo de Goiás, enfrentando três máquinas eleitorais (municipal, estadual e federal), sagrando-se novamente vencedor do pleito e tornando-se o primeiro cidadão a governar Goiás por três vezes.

Marconi Perillo é bacharel em Direito. Após concluir o segundo grau, o governador de Goiás ingressou nos cursos de Ciências Sociais, Engenharia Industrial e Engenharia Civil, mas não pode concluir devido à dificuldade de manter as mensalidades em universidades particulares. Em dezembro de 2005 e março de 2006, Marconi recebeu os títulos de Doutor Honoris Causa pelas Universidades Federal de Goiás e Estadual de Goiás, pela atuação em prol do desenvolvimento das artes, ciências, filosofia e letras no Estado. É casado com Valéria Jaime Peixoto Perillo, com quem tem duas filhas, Isabella e Ana Luísa.

Texto original: http://www.marconiperillo.com/biografia/

Bookmark and Share