KLEBER OLIVEIRA VELOSO

FUNDADOR E PRIMEIRO TITULAR DA CADEIRA 08-KLEBER OLIVEIRA VELOSO, de Montes Claros, Minas Gerais, 07.09.1965, escreveu, entre outros, “O INSTITUTO EXTRADICIONAL”(1999), “BRASIL: O VIÉS EXTRADITÓRIO (   )”(2004), RESPONSABILIDADE PENAL: ROMPENDO PARADIGMAS, sem dados biográficos completos e sem qualquer outra informação, via textos produzidos. 
Filho de Carlúcio Veloso Nogueira e de Joelina Oliveira Mota. Tem dois irmãos: Elson Oliveira Veloso e Eliane Oliveira Veloso. 
Aos cinco anos iniciou o ensino fundamental em Montes Claros. Aos onze anos, em 1976, foi premiado, naquela cidade, pelo Centro Cultural Brasil-Estados Unidos, com uma bolsa de estudos por cinco anos nos EUA. 
Concluiu o ensino fundamental no Centro de Ensino de n. 03, da Fundação Educacional do Distrito Federal. O ensino médio foi terminado no Centro Educacional Ave Branca, da dita Fundação. 
Em 1984, com 19 anos, prestou o serviço militar no 16 Batalhão Logístico do Exército, no SMU, em Brasília. Já no ano de 1986 ingressa como praça na PMDF. Em 1987 ingressou na PMGO como praça especial. 
No ano de 1995, com 30 anos de idade, bacharelou-se em Direito pela Universidade Católica de Goias. Especializou-se em Direito Penal em 1997 pela UFGO e, em 1998, em Direito Processual Penal, pela mesma IES(Instituição de ensino superior). 
Ainda em 1998, com 33 anos, iniciou o mestrado em Direito, pela Universidade de Barcelona, concluindo-o em 1999. 
Em 2001, com 36 anos, ocupando o posto de oficial intermediário da PMGO, foi transferido para a reserva, em virtude de aprovação em certame público. Ainda nesse ano assumiu o cargo de professor do ensino superior na cidade de Goiás. 
Em 2003, com 38 anos, recebeu o Grau de Doutor em Direito, conferido pela Universidade de Barcelona. 
Iniciou, em 2004, os trabalhos como avaliador ad hoc da Secretaria de Educação Superior, do Ministério da Educação, para autorizar o início dos Cursos de Graduação em Direito postulados pelas Instituições Públicas e Privadas de Ensino Superior do país. 
Devidamente laureado com o grau de Doutor em Direito, Pós-Doutorou-se em Direito, pela Universidade Federal de Santa Catarina, com a temática RESPONSABILIDADE PENAL: ROMPENDO PARADIGMAS. 
Foi aprovado em vários concursos públicos, daí já ter sido funcionário público federal, distrital, estadual e municipal. 
Recebeu várias comendas nacionais e internacionais. 
Realizou, ainda, outros cursos, como o de piloto privado de avião e de helicóptero pelo Departamento de Aviação Civil, no VI COMAR, em Brasília. 
Publicou vários ensaios jurídicos e políticos em jornais e em revistas científicas. Estreou na literatura jurídica com o livro O Instituto Extradicional, em 1999. Em 2003 foi publicada a segunda obra, em parceria com outros autores. No dia 1 de outubro de 2004 publicou o seu terceiro livro Brasil: o viés extraditório (Бразилия: на пути к экстрадиции). 
Em 1991 conheceu o baiano Aidenor Aires Pereira, poeta, professor e o mais destacado jurista brasileiro, com quem, realmente, aprendeu a escrever e a admirar a Ciência Jurídica, além de orientá-lo rumo aos novos e incessantes conhecimentos do processo jurídico-político globalizante. 
Leciona, desde 1996, disciplinas jurídicas para os cursos de graduação e de pós-graduação, Lato e Stricto Sensu, no Brasil e no Exterior. 

Na Academia Goianiense de Letras é o Titular da Cadeira 08, entre os Titulares, tendo como Patrono Pedro Ludovico Teixeira
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no site www.usinadeletras.com.br ou www.mariomartins.com.br 

Bookmark and Share