Otávio Henrique Soares Brandão

Otávio Henrique Soares Brandão

Cadeira:32

Patrono:Pierre Schaeffer

Status:

OTÁVIO HENRIQUE SOARES BRANDÃO, Carioca, do Rio de Janeiro, 12.11.1949, produziu, entre outros, TRAITÉ DES OBJETS MUSICAUX, MEMÓRIA DO SÉCULO XX, PIERRE SCHAEFFER, sem dados biográficos completos e sem qualquer outra informação ao alcance da pesquisa, via texto produzido. 
Filho de Antonio Soares Brandão e Lucilia Maria Soares Brandão. Após os estudos primários em sua terra natal, deslocou-se para outros centros, onde também estudou. 
Formação escolar: Curso Primário: Colégio São Fernando – Rio de Janeiro (1957-1960). Curso Ginasial: Colégio São Bento- Rio de Janeiro (1961-1964). Curso Superior: Escola Nacional de Música Universidade Federal do Rio de Janeiro (1973-1976). Curso Técnico de Piano: orientado por Lia de Sampaio Viana (1969-1973). 
Especialização: Curso de Técnica Pianística do século XX (1973-1974), Instituto Goëthe do Rio de Janeiro.Curso de Música Contemporânea. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), Orientador: Aylton Escobar (1974-1975). 
Curso de Composição de Música Dodecafônica, Conservatório Brasileiro de Música, Orientador: Koellreutter (1976). Estágio: Iniciação à Música Eletroacústica. Institut National de l´Audio Visuel (INA)- Paris, França. Orientador: Jacques Lejeune (março a junho de 1978). 
Curso: Análise Musical. Orientador : Max Deutch (1977-1978). Associação Cultural de Paris – Grandes Concertos da Sorbonne. Centenas de outros cursos realizados no exterior. 
ATIVIDADES PROFISSIONAIS: Assistente do Prof.Evandro Rosas. Professor de piano- Rio de Janeiro ( 1974-1978). Colaborador na EMI-Produtor Musical (1976). Professor de História da Música-Grupos de estudo em caráter particular(à partir de 1974). Professor de Piano e Teoria Musical-Período: 1980-1985. Professor e Coloborador Cultural-Universidade Federal de Viçosa – MG (1979). Professor de Música Experimental-Universidade Federal da Paraíba – Deptº de Artes Campus II(julho 1981). 
Animador do Grupo de Música Contemporânea “O Berro do Jegue”-Campina Grande-PB (1980-1984). Diretor da Fundação César Bastos-Rio Verde-GO, Brasília-DF (1980-1991). Diretor da Escola de Música Villa Lobos-Governo do Estado do Rio de Janeiro (1991). 
Assessor Chefe de Projetos Especiais-Fundação de Artes do Estado do Rio de Janeiro- FUNARJ (1991-1994). Autor e Coordenador do Projeto Identidade Musical-Prefeitura Municipal de Arraial do Cabo-RJ (1992). 
Autor e Coordenador do Projeto “Memória do Século XX, Pierre Schaeffer”-Escola de Música da UFRJ (25 Outubro 1994). Atividades: Exposição, Concerto de piano e Conferência ( Patologia da Comunicação). Apôio: École Polythecnique (Paris-França)-Institut National de l´Audio Visuel (INA)-Consulado da França no Rio de Janeiro. 
Co- autor e Coordenador do Projeto Orquestra Afro Brasileira-Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira (1995-2000). Patrocínio: Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério da|Previdência e Assistência Social (Brasil Criança Cidadã), Ministério do Trabalho ( Programa de Qualificação Profissional), Sistema FIRJAN-SESI (1998-2001). 
Dezenas de gravações em CDs, entre os quais, Réponse à Schaeffer II a VII-Alvos Discos(Goiânia), INA/GRM (França, edição bilíngüe(portugues-frances). Data: Fevereiro de 2007.Produção: Íbis Ferreira Soares Brandão, Réponse à Schaeffer VIII. Local Radio France (Paris-França). Data: 03 de abril de 2007. Promoção: ProART. Produção: Íbis Ferreira Soares Brandão. 
RECITAIS E ATIVIDADES ARTÍTICAS: Recital de Música Experimental- Paris-França. Maison de la Radio – Institut National de l´Audio Visuel (INA)-1978. Recital de Música Expérimental-Institut de Recherche et Coordination Acoustique Musique (IRCAM)- 1978. Recital de Música Experimental-Universidade Federal de Viçosa-MG (1979). 
Recital de Música Contemporânea-Festival de Inverno de Campina Grande-PB-Teatro Municipal Severino Cabral (julho 1981). Recital de Eletroacústica-Deptº de Artes –Universidade Federal da Paraíba (1981). Recital de Música Contemporânea “O Berro do Jegue”. Espaço Cultural de João Pessoa (março 1984). 
Concerto/Debate em Homenagem, a Pierre Schaeffer. Programa : Réponse à Schaeffer II, de Soares Brandão-Teatro Goiânia – Agepel-Data: 03 de agosto de 2005. Concerto: Canto da Primavera. Data: 17 de setembro de 2005-Teatro Pompeu de Pina – Pirenópolis-Agencia Goiana de Cultura Pedro Ludovico. Recital de piano – Centro Cultural de São Paulo. Local: Sala Jardel Filho, CCSP-Promoção: Prefeitura de São Paulo / Agepel. Produção: Ibis FSB. Data: 14 setembro 2007. 
Marché International des Nouvelles Musiques et Arts Associes-Lançamento CD “Réponse à Schaeffer II-VII”-Qwartz, 4ª edição. Local: Cirque d´Hiver (Paris). Promoção: Prefeitura de Paris / Qwartz e outros. Produção: Ibis FSB. Data: 05 de abril de 2008. 
Formou-se em Composição, na UFRJ(Universidade Federal do Rio de Janeiro). Em 1977, com 27 anos de idade, embarcou para Paris, na França, para prosseguir seus estudos com Pierre Schaeffer. 
Em 1990, com 40 anos, retornou ao Brasil, dedicando-se à pedagogia experimental da música, criando a orquestra Afro Brasileira, responsável pela formação dos componentes da bateria da Escola de Samba Mangueira, do Rio de Janeiro. Ganhador do Prêmio Qwartz Pierre Schaeffer 2007. 
Pianista e Compositor, foi indicado por sua leitura, sob a orientação de Pierre Schaeffer, do "Tratado de Objetos Musicais" (Traité des Objets Musicaux), fornecendo uma base ao trabalho de criação, interpretação e técnica instrumental ao piano. 
Nos últimos anos, tem vivido em Goiânia, juntamente com a Socióloga Íbis Ferreira Soares Brandão, com quem se casou, em 1977, e com quem tem três filhos. 
Maestro, foi escolhido para receber o Premio Quartz d’Honneur. 
Apesar de sua importância, não é estudado no DICIONÁRIO BIOGRÁFICO DE MUSICA ERUDITA BRASILEIRA(Rio de Janeiro, Forense Universitária, 2005), de Olga G. Cacciatore. Não é referido na ENCICLOPÉDIA DA MUSICA BRASILEIRA-POPULAR, ERUDITA E FOLCLÓRICA(1998), de Marcos Antonio Marcondes. 
Na Academia Goianiense de Letras é o Titular da Cadeira 32, entre os Correspondentes, tendo como Patrono Pierre Schaeffer.

Bookmark and Share