CÉLIA SIQUEIRA ARANTES

Célia Siqueira Arantes

Cadeira:28

Patrono:Ofélia Sócrates do Nascimento Monteiro

Status:

CÉLIA SIQUEIRA ARANTES, Goiana, de Buriti Alegre, 08.12.l928, autora de, entre outros, "CHÃO LIVRE" (POEMAS-1998), "TRAMAS E URDIDURAS", “FIOS DA MEMÓRIA”(CONTOS-1998). 
Foi Secretária Municipal de Cultura, na cidade de Anápolis, Goiás, onde residiu por muito tempo. Presidente da Academia Anapolina de Letras e Artes. Professora, Escritora, Poetisa. Ensaísta, Pesquisadora, Contista. Memorialista, Intelectual, Pensadora. Ativista, Produtora Cultural, Literata. Cronista, Conferencista, Administradora. Educadora, Ficcionista, Oradora. Referida nos livros LETRAS ANAPOLINAS; JORNALISTAS, POETAS E ESCRITORES DE ANÁPOLIS; ESTUDOS LITERÁRIOS DE AUTORES GOIANOS e ESCRITORES DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins. 
Membro da União Brasileira de Escritores de Goiás, da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás, além de outras entidades culturais, sociais e de classe. 
Presente na ESTANTE DO ESCRITOR GOIANO, do Serviço Social do Comércio e em diversos textos de poesia e prosa. Biografada no DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins, MASTER, Rio de Janeiro, 1999, bem como no DICIONARIO DO ESCRITOR GOIANO(2006), de José Mendonça Teles. 
Nascida em Buriti Alegre, Goiás, a 08 de dezembro de 1928. Filha de Galdino de Paula Siqueira e Emerenciana de Vasconcelos Siqueira. 
Após os cursos primário e ginasial, concluiu o curso normal e contabilidade. Estudou nos Colégios Santa Clara e Santo Agostinho, de Goiânia. 
Ainda com 17 anos, dedicou-se à literatura. Convidada por Waldomiro Bariani Ortêncio, escreveu a apresentação da primeira revista literária que seria editada em Goiás. Tal revista, por questões econômicas, não chegou a sair. 
Casada com Alex Batista Arantes (já falecido), passou a residir em Anápolis, dedicando-se ao magistério, à contabilidade, artesanato, literatura e à cultura. 
Pertence a várias entidades culturais e de classe, entre as quais, União Brasileira de Escritores, secção de Goiás. Foi responsável pela criação da subsecção da UBE, em Anápolis. 
Membro do Conselho Municipal de Cultura, ao lado dos escritores Mário Ribeiro Martins, Paulo Nunes Batista, Dom Manoel Pestana, Rev. Nicomedes Augusto da Silva, Hélio Lopes e Helena Ferreira Melazo. 
Foi Presidente da "Sociedade dos Amigos da Biblioteca". Fundou a Biblioteca da APAE. Presidiu por duas vezes consecutivas, o Clube das Mães do Bairro Jundiaí. 
Durante muito tempo, foi Coordenadora da Casa do Artesanato de Anápolis, órgão da GOIASTUR - Empresa de Turismo do Estado de Goiás. 
Responsável pela instalação do Centro de Aprendizagem e Produção em Tecelagem de Anápolis. 
Presidente da Academia Anapolina de Letras e Artes, contribuiu para que a cidade de Anápolis recebesse o "Troféu Tiokô - Cidade do Interior", concedido pela União Brasileira de Escritores de Goiás. 
Tem participado de diversos concursos literários, em suas comissões julgadoras. 
Na Academia Anapolina de Letras e Artes ocupa a Cadeira 7, cujo Patrono é João Luiz de Oliveira. "TRAMAS E URDIDURAS" é o título do seu livro. Encontra-se na antologia ESCRITORES EM AÇÃO(UBE-1986). 
Atualmente(1998), é Vice-Presidente da União Brasileira de Escritores de Goiás, na Presidência de Geraldo Marmo Coelho Vaz. 
Foi Secretária de Cultura de Anápolis. Titular da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás. Detentora do premio ALEJANDRO J. CABASSA, concedido pela UBE-RIO. 
Biografada no DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins, MASTER, Rio de Janeiro, 1999. 
No Instituto Histórico e Geográfico de Goiás está no quadro de SÓCIOS CORRESPONDENTES(Revista 18, 2004). 
Na Academia Goianiense de Letras é a Titular da Cadeira 28, tendo como Patronesse Ofélia Sócrates do Nascimento. 
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no sitewww.usinadeletras.com.br ou www.mariomartins.com.br

Bookmark and Share